Destaques

ABUSO SEXUAL: Mãe é presa por estuprar filhas de 4 e 8 anos e oferecê-las a outros homens; Polícia encontra vídeo comprometedor em celular

0

A mãe de duas crianças, de 4 e 8 anos, e um homem foram presos pela Polícia Civil de Goiás (PCGO) nesta sexta-feira, (28), por abusos sexuais. A mulher abusava das duas meninas com os dedos como preparativo para os estupros praticados pelo homem. A filha mais velha já era estuprada pelo preso e a mais nova estava sendo preparada e negociada para ter a mesma sina.

O caso ocorreu em Trindade, na região metropolitana da capital goiana. De acordo com a corporação, Cleiber Alves Ferreira, de 53 anos, e a mãe das crianças, de 27 anos, foram presos pelos crimes de estupro de vulnerável. A mulher autorizava os abusos em troca de drogas. A polícia considerou o caso como “estarrecedor”.

Troca de mensagens
Segundo as informações da PCGO, a mãe das crianças, além de permitir os abusos sexuais com a filha mais velha, que começou a ser estuprada aos 7 anos (atualmente ela tem 8 anos), também praticava atos libidinosos com a menina. Ela e o homem negociavam os abusos.

As negociações também estavam acontecendo para que Cleiber se relacionasse sexualmente com a filha mais nova de apenas 4 anos. Conforme a polícia, a mulher já estuprava a menina com os dedos como forma de prepará-la para o homem. No entanto, os atos, neste último caso, não foram consumados pelo preso.

Em análise do celular da mãe das vítimas, por meio da autorização judicial para extração de dados, a polícia identificou vídeos com cenas de sexo explícito envolvendo Cleiber e a filha mais velha da autora.

De acordo com a delegada responsável pelo caso, Cássia Borges, pela troca de mensagens entre eles, é possível perceber que a mãe “preparava” a criança para o abuso, assim como ocorria com a mais nova. A mulher usava os dedos para facilitar a conjunção carnal entre a menina e o homem.

Edvaldo

Americanos acreditam que microchips serão usados para controle totalitário

Previous article

Ex-juiz, Sérgio Moro faz revelação, e afirma ter recebido R$ 3,6 milhões de escritório responsável pela administração judicial de empreiteiras investigadas pela Lava Jato.

Next article

Veja também

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

More in Destaques