Destaques

Com doença terminal: Suicídio assistido é legalizado na Suíça, país aprovou o uso de uma cápsula com formato de caixão que pode ser usada pelo o suicida

0

Nesta segunda-feira (6), a Suíça aprovou o uso de capsula para a realização se suicídio assistido. O objeto, impresso em 3D, tem formato de um caixão portátil e pode ser levado para qualquer lugar que o suicida deseje morrer.

Sarco Suicide Pod, é o nome da máquina que funciona reduzindo o nível de oxigênio na cápsula até a pessoa ficar sem vida. Esse processo de eutanásia leva cerca de 30 segundos e o falecimento ocorre por hipóxia (falta de oxigênio nos órgãos) e hipocapnia (baixo teor de dióxido de carbono no sangue).

O Sarco foi projetado para ser levado em qualquer lugar que a pessoa deseje passar seus últimos minutos na terra. A cápsula, que é biodegradável, pode, ainda, se desprender e ser usada como caixão.

A eutanásia

Quem concedeu a autorização para o uso do equipamento foi o Conselho de Medicina suíço, a previsão é que ela já comece a ser usada em 2022.

Na Suíça, o suicídio assistido é legalizado para pessoas em caso de doenças terminais ou quadros irreversíveis. Em 2020, cerca de 1300 pessoas realizaram os serviços das organizações de eutanásia, Dignitas e Exit Internacional.

Essa cápsula foi criada pelo Dr. Philip Nitschke, conhecido por “Dr. Morte”, diretor da Exit Internacional. “Esperamos estar prontos para disponibilizar o Sarco para uso na Suíça no próximo ano. Tem sido um projeto muito caro até agora, mas achamos que estamos muito perto da implementação agora”, disse ele na semana passada.

Edvaldo

Brasília: Efraim Filho recebe homenagem do Ranking dos Políticos 2021

Previous article

Prefeito Éden entrega mais um veículo à Secretaria de Saúde

Next article

Veja também

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

More in Destaques