DESTAQUESNotícias

Grávidas serão excluídas de grandes testes de vacinas para Covid-19 nos EUA

As duas primeiras vacinas para a Covid-19 a entrar em larga escala nos EUA não serão testadas em mulheres grávidas este ano, levantando questões sobre como este grupo vulnerável será protegido contra a doença, disseram pesquisadores à agência Reuters.

A Moderna e a Pfizer, que fizeram uma parceria com a BioNTech da Alemanha, lançaram nesta semana ensaios clínicos que usam uma nova e não comprovada tecnologia baseada em genes. Ambas as empresas estão exigindo provas de um teste de gravidez negativo e um compromisso de usar o controle de natalidade de mulheres em idade fértil que se inscrevem.

Os fabricantes de medicamentos dizem que primeiro precisam garantir que as vacinas sejam seguras e eficazes de maneira mais geral. Além disso, os órgãos reguladores dos EUA exigem que os fabricantes realizem estudos de segurança em animais prenhes antes que as vacinas sejam testadas em mulheres grávidas para garantir que não prejudiquem o feto ou levem a aborto.

Deixe seu comentário

%d blogueiros gostam disto: